20 de agosto de 2022 00:48

Constantino afirma: “Lula foi para a Europa porque não pode circular no Brasil”

Terra Brasil Notícias

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a afirmar que é necessário regulamentar as redes sociais no Brasil e criticou o atual chefe do executivo Jair Bolsonaro (sem partido). Lula afirmou que o Brasil tem um presidente que conta cinco mentiras por dia por meio das redes sociais, o que, segundo ele, configura um ataque à democracia.

Ainda segundo o ex-presidente, os meios de comunicação precisam ser democráticos, com todas as pessoas com o direito de serem ouvidas e sem censuras dos donos da mídia. A declaração foi feita em Bruxelas, na Bélgica, após um encontro com um grupo de empresários no Parlamento Europeu. Durante sua participação no programa 3 em 1, da Jovem Pan, analisou as declarações do petista e afirmou que ele opta por ir à Europa porque sabe que não pode circular no Brasil. As informações são da Jovem Pan News.

“Porque estamos falando dos comentários do Lula? O Lula continuaria preso, ele é um corrupto, bandido e ladrão. Não estou muito interessado no que pensam vários prisioneiros. Então porque estamos falando do Lula? Quando a gente faz essa pergunta é muito importante pra gente não cair nessa espiral de cumplicidade que boa parte da ex-imprensa tem feito. Prefiro chamar de ex-imprensa por que como jornalismo morreu faz tempo. Lula deveria estar preso e está solto por companheiro supremos que ele e a Dilma, seu poste, colocaram lá. […] Por isso que estamos tendo que debater seu ‘impostour’ pela Europa.  Porque que ele foi para a Europa falar essas coisas? Porque no Brasil ele não consegue circular, apesar das enquetes o colocarem como favorito com 484% de chance de vitória no primeiro turno”, afirmou Constantino.

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on print
Print