16 de agosto de 2022 11:52

Preço do etanol cai em 20 estados na semana; média nacional recua 0,32%, diz ANP

Terra Brasil Notícias

Os preços médios do etanol hidratado caíram em 20 estados e no Distrito Federal na semana entre 26 e 1º de janeiro, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas.

Em outros cinco estados, os preços subiram, enquanto no Amapá a cotação ficou estável no período (R$ 5,90 o litro).

Nos postos pesquisados pela ANP em todo o país, o preço médio do etanol caiu 0,32% na semana em relação à anterior, de R$ 5,079 para R$ 5,063 o litro. Foi o sexto recuo consecutivo na cotação média do país.

Em São Paulo, principal estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, a cotação média do etanol hidratado ficou em R$ 4,883 o litro, queda de 0,45% ante a semana anterior.

O preço mínimo registrado na semana para o etanol em um posto foi de R$ 3,997 o litro, em São Paulo, enquanto o menor preço médio estadual, de R$ 4,675, foi registrado em Mato Grosso. O preço máximo, de R$ 7,799 o litro, foi verificado em um posto do Rio Grande do Sul. O maior preço médio estadual também foi o do Rio Grande do Sul, de R$ 6,911.

Na comparação mensal, o preço médio do biocombustível no país caiu 6,15%. O estado com maior queda no período foi Mato Grosso, onde o litro se desvalorizou 13,84% no mês.

Na apuração semanal, a maior queda porcentual de preço foi observada em dois estados: Maranhão e Pernambuco, com recuo de 0,88%, para R$ 5,716 e R$ 5,172 o litro, respectivamente; e a maior alta, de 1,20%, ocorreu no Tocantins.

Competitividade
A gasolina foi mais competitiva que o etanol em todos os estados e no Distrito Federal na semana entre 26 de dezembro e 1º de janeiro, mostra levantamento da ANP compilado pelo AE-Taxas.

Os critérios consideram que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso. Na média dos postos pesquisados no País, o etanol está com paridade de 76,50% ante a gasolina.

Os Estados mais próximos da paridade de 70% são Mato Grosso, em 71,61%, e Goiás, em 72,32%. São Paulo, principal produtor e consumidor do biocombustível, tem paridade em 77,34%. No Rio Grande do Sul, a paridade é de 100,71% —ou seja, neste estado, o litro do etanol está mais caro do que o da gasolina.

Créditos: CNN.

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on print
Print