19 de agosto de 2022 18:51

Márcio França confirma candidatura ao governo de SP e complica acordo com Lula; VEJA VÍDEO

Terra Brasil Notícias

Uma possível aliança entre o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Social Democrático (PSD) não é impossível. A afirmação foi feita pelo próprio presidente do PSD, Gilberto Kassab, durante evento de filiação do vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, à legenda. Na ocasião, o ex-prefeito de São Paulo disse ter companheiros aliados do PT e que, em respeito a eles, não pode dizer que é impossível ter uma aliança do primeiro turno. No entanto, o desejo de uma candidatura própria não é esquecido. O partido aposta na escolha de Rodrigo Pacheco. “Nunca falei de pré-candidatura, o partido tem a legítima pretensão de ter candidato a presidente. Fico muito lisonjeado e honrado, mas não há uma candidatura formalizado”, afirmou o presidente do Congresso Nacional.

Gilberto Kassab também confirmou que houve uma reunião com o ex-presidente Lula em 7 de janeiro. Segundo ele, o próprio petista acabou fazendo o convite, mas foi uma conversa sobre conjuntura política, sem negociações sobre alianças. Também há questões e pendências envolvendo o PT com o Partido Socialista Brasileiro (PSB), isso porque, horas depois do ex-presidente Lula declarar que atua a ideia de lançar Fernando Haddad ao governo de São Paulo, Márcio França gravou um vídeo afirmando que será candidato ao Estado. “Está na hora do povo poder resolver do seu jeito quem que merece ser governador de São Paulo, por isso sou candidato. ‘Então Márcio França virá dia 3 de outubro como candidato ao governo de São Paulo?’ Exatamente isso. Agora, todos que quiserem nos apoiar nós aceitaremos. Eleição majoritária você não pode ficar escolhendo votos, todo mundo que quiser ajudar e apoiar será muito bem-vindo”, afirmou Márcio França em vídeo.

No cenário nacional, PT e PSB seguem na negociação de uma possível federação partidária. No entanto, o impasse nos Estados atrapalham a ideia. A questão é que em São Paulo nunca houve um cenário tão favorável a um candidato petista. “Trabalho com a ideia que o Haddad vai ser governador de São Paulo, acho que São Paulo está em um situação extraordinária. O Haddad está muito maduro, muito consciente. Haverá compreensão do PSB, de outros partidos, do companheiro do PSOL. Em algum momento vamos poder anunciar e o Haddad tem muita chance, pela primeira vez na história desse país, o PT governar o Estado de São Paulo.”

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on print
Print