23 de julho de 2024 01:42

Vape com essência de menta é o pior para os pulmões, diz estudo

foto: Diego Cervo / EyeEm/Getty Images

Terra Brasil Notícias

Cientistas dos Estados Unidos afirmam que o sabor mentolado do vape produz mais micropartículas tóxicas

O cigarro eletrônico, também conhecido como vape, popularizou-se entre os adolescentes e jovens. Um estudo feito na Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, traz evidências de que o sabor de menta é o mais tóxico para os pulmões.

O cigarro eletrônico, também conhecido como vape, popularizou-se entre os adolescentes e jovens. Um estudo feito na Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, traz evidências de que o sabor de menta é o mais tóxico para os pulmões.

“Muitas pessoas, especialmente os jovens, assumem erroneamente que o vape é seguro, mas mesmo as misturas sem nicotina contêm muitos compostos que podem danificar os pulmões”, afirma o principal autor, Kambez H. Benam.

A descoberta foi feita com a ajuda de um sistema robótico especialmente projetado para imitar a mecânica da respiração humana. O “robô vaping” imita temperatura, umidade, volume e duração de uma tragada, simulando o padrão de respiração de um indivíduo saudável ou doente.

O dispositivo é capaz de prever com precisão a toxicidade pulmonar relacionada aos cigarros eletrônicos.

Informações

Os dados mostraram que os fumantes de cigarros eletrônicos mentolados respiram mais superficialmente e têm uma função pulmonar pior em comparação com os fumantes de essências não mentoladas, independentemente de fatores como idade, sexo, etnia, uso de nicotina ou cannabis no vape.

Os pesquisadores sugerem que os aditivos de mentol podem ser tão perigosos à saúde quanto o acetato de vitamina E, associado anteriormente a lesões pulmonares.

Metrópoles

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Telegram
Twitter
Email
Print