14 de julho de 2024 11:00

DIA 20 DE ABRIL – Atividades alusivas à cultura da paz e tranquilidade nas unidades de ensino da REME marcaram o dia divulgado com ameaças de ataques às escolas

Com recepção, acolhimento e programação diferenciada, os alunos da Rede Municipal de Ensino (REME) de Três Lagoas tiveram um dia de manifestação e incentivo à cultura da paz nesta quinta-feira (20), data que estava sendo marcada por ameaça às unidades de ensino da cidade e do Brasil.

De acordo com a secretária Municipal de Educação e Cultura, Angela Brito, que visitou diversos Centro de Educação Infantil (CEI) e Escolas da REME no dia de hoje (20 de abril), “foi observada uma diminuição na presença de pelo menos 50% dos alunos da educação infantil e do 1º ao 5º ano de algumas unidades, mas do 6º ao 9º essas ausências não ocorreram. Sentimos os adolescentes mais destemidos, estavam com comportamento de como um dia normal de aula.”

“Podemos dizer que as ausências dos estudantes demonstram ainda o receio e medo dos pais dos estudantes, principalmente da educação infantil. Porém, o fato do comparecimento dos alunos com idade mais avançada no dia de hoje demonstra que a partir de segunda-feira tudo voltará ao normal”, destacou Angela.

“Quero ressaltar que o apoio do nosso prefeito Angelo Guerreiro, a garra e determinação dos nossos gestores escolares, da equipe da SEMEC e, principalmente, da parceria imprescindível das Forças de Segurança Pública, foi fundamental para que hoje fosse comemorado a volta a paz nas nossas unidades”, comentou a Secretaria.

Com a visita e rondas policiais nas escolas da REME e demais Unidades de Ensino de Três Lagoas, o dia foi de tranquilidade e de muitas atividades de reforço da cultura da paz através de apresentações, gincanas e exposições. “Notamos que não houve pânico nas escolas no dia de hoje, o que fez valer a pena todo o trabalho interno e externo feito no sentido de acalmar e atender as famílias dos alunos”, enfatizou a secretária.

Angela destacou ainda que as ações de motivação à cultura de paz, bem como de segurança não pararão por aqui. “Na segunda-feira, acredito eu, que tudo vá voltar ao normal e, com isso, teremos as ações pós dia 20, ou seja, continuando com os trabalhos de conscientização dos alunos e familiares e esquemas de segurança e detecção de ameaças.”

COMO OS PAIS PODEM AJUDAR

Além de conversar com seus filhos sobre o cenário atual e incentivar a cultura da paz, os pais e responsáveis devem fiscalizar diariamente o material escolar para saber o que a criança leva e traz da escola, verificar e controlar o uso das redes sociais, manter os contatos de telefone atualizados junto a unidade de ensino e informar para a direção e/ou coordenação escolar qualquer comportamento atípico de seus filhos.

A colaboração também pode ser dada informando e denunciando às autoridades qualquer menção de ameaça, seja pessoalmente ou nas redes sociais. “Precisamos manter a tríade de escola, segurança e família, pois somente assim vamos manter o ambiente escolar seguro e saudável para todos, assim como sempre foi”, finalizou Angela.

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Telegram
Twitter
Email
Print