23 de julho de 2024 01:02

Três Lagoas aumenta em 5,8% desempenho da exportação comparada ao 1º trimestre de 2022

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SEDECT), divulgou nesta sexta-feira (06), o Boletim Econômico Local, edição nº 07, referente ao 1º trimestre de 2023. O destaque da publicação é a melhora no desempenho de exportação da cidade comparado ao mesmo período de 2022, sendo responsável por 1/3 do total das exportações do Estado.

 A performance de TL foi 5,8% maior do que o observado no mesmo período de 2022, no geral as exportações totalizaram mais de 1,6 bilhões de dólares no 1º trimestre.  Desse total, 94% são relacionados ao setor de celulose. A China é o principal comprador dos produtos três-lagoenses, com 52,9%, seguida por EUA (11,2%) e Holanda (7,8%).

Em contrapartida, alguns dados do 1º trimestre da economia local deste ano apresentam quedas, comparado aos últimos trimestres, como a atividade empresarial e geração de empregos.

ATIVIDADE EMPRESARIAL

A queda na atividade empresarial observada no último trimestre de 2022 ainda apresentou reflexos no primeiro trimestre de 2023.

Entretanto, os números seguem em uma crescente, embora o mês de janeiro tenha apresentado queda -45% na abertura de novos CNPJ, os meses de fevereiro e março foram de recuperação da atividade empresarial na cidade com aumento de +1,8% e +24,7% no saldo de novos CNPJS, respectivamente.

O agente de desenvolvimento da SEDECT, Frank Morais, explicou um dos motivos que justificam a redução dos índices. “Boa parte do desempenho ruim no saldo de CNPJ no mês de janeiro pode ser explicado pela redução no número de microempreendedores individuais (MEI) na cidade naquele mês, muitos dos quais abandonaram a atividade empreendedora e migraram para o mercado de trabalho formal como empregados de outras empresas”, disse o agente que atua na elaboração do Boletim.

Mas vale ressaltar que no Brasil, houve queda no saldo de novos CNPJ nos três primeiros meses deste ano. Em Três Lagoas, o cenário foi mais favorável, contrariando a tendência de queda observada nacionalmente.

GERAÇÃO DE EMPREGOS

No Brasil, a geração de empregos também apresentou queda significativa na geração de novos postos de trabalho no 1º trimestre do ano, continuando a tendência de queda observada no final de 2022.

Em Três Lagoas, esse cenário de queda na geração de emprego seguiu a mesma tendência do 1º trimestre do ano, registrando uma taxa de geração de novas vagas 54% menor do que a do 1º trimestre de 2022. A exceção positiva ocorreu no mês de janeiro que registrou aumento de +14% na geração de empregos, com um saldo de 636 novas vagas. Contudo, os meses de fevereiro e março foram de retração e registraram queda na geração de novas vagas de emprego.

SERVIÇO

Confira todas as informações na íntegra da 7ª Edição do Boletim Economia Local, referente ao 1º trimestre de 2023, CLIQUE AQUI

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Telegram
Twitter
Email
Print