19 de julho de 2024 07:32

“Milagre”: Veja como foi o resgate de crianças e bebê que sobreviveram 40 dias perdidos na floresta amazônica

Foto: Forças Militares da Colômbia/via Reuters.

Terra Brasil Notícias

Crianças e bebê que ficaram 40 dias perdidos na floresta passam por exames  médicos

Na madrugada deste sábado, os quatro menores, que estavam desaparecidos na selva amazônica colombiana, chegaram ao Comando Militar de Transporte Aéreo, Catam, em Bogotá.

Lá, várias ambulâncias os esperavam para levá-los ao Hospital Militar e um grupo do Instituto Colombiano de Bem-Estar Familiar para verificar se os direitos de seus filhos não foram violados.

As crianças foram transferidas de San José del Guaviare para Bogotá em um avião-ambulância da Força Aérea Colombiana junto com seu pai e um de seus avós.

Durante a viagem, eles foram atendidos por um grupo de pediatras, que se encarregou de hidratá-los e oferecê-los cuidados enquanto chegavam a Bogotá.

Quando o avião pousou, as crianças foram baixadas uma a uma em macas. Militares, indígenas e paramédicos contemplaram a cena milagrosa e fecharam com uma salva de palmas em agradecimento pelo trabalho e pelo sucesso da conclusão da chamada ‘Operação Esperança’.

Segundo o general Pedro Sánchez Suárez, comandante do Comando Conjunto de Operações Especiais da Colômbia (CCOES), as crianças foram transferidas para o Hospital Militar, onde estão sendo tratadas física e psicologicamente.

O estado de saúde dos menores foi mantido em segredo; no entanto, o comandante assegurou que as crianças vão receber os cuidados mais especializados do país.

“Fizemos o necessário para tornar possível o impossível”, disse o general ao relatar vários detalhes do resgate.

O policial disse que as crianças falavam muito baixo, entre si e com o pai. Ele observou que os via como seus próprios filhos e não queria incomodá-los com perguntas.

Nestor Gomes/El Tiempo.

Segundo disse, viveram momentos de grande alegria quando ouviram na rádio a palavra-chave: quatro vezes um milagre, por isso tinham combinado se fossem encontrados com vida, dizer a palavra por cada criança viva.

Eles eram quatro vezes a palavra milagre. O general destacou a força dos fardados e dos indígenas que por quase 40 dias e noites buscaram os menores sem nunca perder a esperança de encontrá-los com vida.

Créditos: El Tiempo.

 

 

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Telegram
Twitter
Email
Print