19 de julho de 2024 07:49

Combate dor de cabeça e evita queda de cabelo: os 12 benefícios do chá de alecrim

Foto: O Globo

Terra Brasil Notícias

A tendência de adotar hábitos saudáveis está em crescimento. Cada vez mais pessoas estão buscando alternativas medicinais e alimentares naturais para viver melhor. Nessa realidade que aos poucos está mudando de rumo, as infusões à base de ervas, frutas e especiarias estão ganhando espaço e se tornando uma opção natural para aqueles que procuram fortalecer seu sistema imunológico, evitar a oxidação das células e melhorar o metabolismo.

Nesse caminho em direção ao bem-estar natural, o chá de alecrim é uma opção em alta. E não é à toa. A nutricionista Silvina Tasat comenta que essa erva aromática, usada principalmente na culinária para dar sabor aos pratos possui propriedades antioxidantes, antiespasmódicas e diuréticas muito benéficas para a saúde.

– O alecrim evita-se o desgaste das células do corpo e, consequentemente, sua inflamação. Assim, previne-se o desenvolvimento de todos os tipos de doenças, principalmente as crônicas, como tumores e diabetes, por exemplo – destaca a especialista.

Alecrim era usado durante o Império Romano

O alecrim é originário de uma planta em forma de arbusto conhecida cientificamente como Rosmarinus officinalis, que era frequentemente utilizada durante o Império Romano com fins medicinais e como oferenda aos deuses, além de ser usada para induzir efeitos calmantes e relaxantes. Além disso, há lendas que dizem que os gregos consumiam alecrim antes de fazerem provas, acreditando que essa especiaria melhorava sua memória. No Egito, o alecrim era usado como parte do ritual de embalsamamento das múmias.

De acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, ao longo dos tempos, na medicina popular, esse condimento tem sido usado como analgésico leve para tratar desde dores de cabeça e enxaquecas até distúrbios do sono, problemas emocionais e depressão. Além disso, mencionam que diferentes pesquisas identificaram propriedades neurofarmacológicas e neuroprotetoras, antimicrobianas e antioxidantes no alecrim.

Quais são os benefícios para a saúde do chá de alecrim?

O alecrim é uma das especiarias culinárias mais conhecidas e tradicionais, caracterizada por ser benéfica para a saúde. Tasat explica que ele é composto por flavonoides, terpenos e ácidos, substâncias com princípios bioativos encontrados nas plantas, que atuam como antioxidantes e anti-inflamatórios. Nesse sentido, segundo a especialista, sua função é proteger as células do organismo contra possíveis danos e oxidação, pois combatem os radicais livres, compostos químicos que, se acumulados no corpo, podem ser prejudiciais.

Alecrim contribui na digestão

Por outro lado, o alecrim contribui para a digestão e purificação do fígado, afirma a nutricionista. Graças às suas propriedades hepatoprotetoras e antiespasmódicas, ele favorece o relaxamento dos músculos intestinais e combate a acidez e a constipação após uma refeição pesada. Nesse processo, o fígado também se beneficia, pois essa especiaria estimula a produção de bile, um líquido que, juntamente com algumas enzimas do organismo, ajuda a digerir as gorduras dos alimentos. Portanto, por ser uma infusão digestiva de origem natural, os especialistas recomendam tomá-la após o almoço ou jantar para reduzir possíveis desconfortos abdominais e até mesmo a sensação de saciedade.

Alecrim funciona como diurético

O efeito diurético, revela Tasat, é outra função do alecrim que torna essa bebida ideal para pessoas que sofrem de retenção de líquidos ou buscam controlar seu peso corporal.

– O que ele faz é estimular a produção de urina e eliminar o excesso de toxinas e líquidos acumulados – destaca a nutricionista. Devido à presença do carnosol, um terpenoide, o chá de alecrim possui propriedades antimicrobianas com ação antibiótica, o que previne doenças respiratórias, infecções de todos os tipos, gripes e até mesmo quadros de gastroenterite.

Chá de alecrim pode ajudar no crescimento do cabelo

– O cabelo também se beneficia dessa bebida, que atua como um remédio natural contra a queda – destaca a nutricionista Analía Yamaguchi. As propriedades do alecrim estimulam o fluxo sanguíneo no couro cabeludo, o que não apenas incentiva o crescimento do cabelo, mas também o fortalece. Além disso, devido aos seus componentes adstringentes, que possuem ação cicatrizante e anti-inflamatória nos tecidos do corpo, o alecrim é eficaz para pessoas com cabelos oleosos e caspa. Para desfrutar desses benefícios, o truque é misturar um punhado de folhas frescas de alecrim com algumas folhas de hortelã em um recipiente pequeno com água fervente. Depois de pronto, o líquido é coado e a mistura resultante é usada como loção, aplicando suavemente no couro cabeludo.

Como preparar o chá de alecrim?

Preparar essa infusão é muito simples e não requer muitos passos.

– A proporção é de cinco gramas de folhas frescas de alecrim para cada 250 centímetros cúbicos de água fervente. Depois de pronto, deixa-se repousar coberto por aproximadamente três minutos. Após esse tempo, coa-se e está pronto para ser consumido – indica Tasat. Segundo ele, a recomendação é não tomar mais do que três xícaras dessa bebida por dia, pois devemos levar em consideração a ingestão diária admissível de diferentes produtos naturais.

O que acontece se tomar chá de alecrim em excesso?

Quando questionados sobre o que acontece se o alecrim for consumido em excesso, os especialistas comentam que, por ser um alimento condimentar,deve-se procurar consumi-lo em pequenas quantidades e dentro de uma alimentação saudável; caso contrário, podem ocorrer náuseas, vômitos, tonturas e dores de cabeça. Tasat ressalta a importância de consultar um profissional no caso de pessoas que consomem medicamentos regularmente, pois os compostos dessas espécies podem inibir os efeitos dos medicamentos, por isso, às vezes, é recomendado evitar qualquer tipo de interação entre eles.

Qual é a contra indicação do chá de alecrim?

Outro grupo populacional que deve ter cuidado especial ao consumir quantidades elevadas de alecrim, de acordo com os especialistas, são as mulheres grávidas e aquelas que têm problemas no fígado, pois seus compostos podem gerar contrações uterinas e aumentar os distúrbios hepáticos. Além disso, Yamaguchi acrescenta que pessoas com tendência a alergias alimentares também devem estar atentas ao seu consumo, pois, devido aos seus componentes, sabor e aroma, as especiarias podem desencadear reações alérgicas.

O alecrim pode ser encontrado fresco em hortifrútis ou seco em lojas de produtos dietéticos ou naturais. A esse respeito, Tasat comenta que também é uma planta doméstica de fácil cuidado.

– Pode ser cultivado em vasos tanto no interior quanto no exterior das casas. A vantagem é que se adapta muito bem e é resistente a todos os tipos de climas e insetos – ela afirma. No entanto, antes de consumi-lo, é necessário lavar as folhas para remover qualquer excesso de terra ou impurezas que possam estar presentes.

As infusões são uma opção ideal para adicionar nutrientes ao organismo. Além de saborosas, geralmente são fáceis de fazer e de transportar. Dentro de uma rotina de hábitos saudáveis, elas se posicionam como um complemento para manter as funções do corpo em ótimo estado evitar o envelhecimento precoce.

O Globo

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Telegram
Twitter
Email
Print