14 de julho de 2024 09:33

Youtuber congela celulares Xiaomi, iPhone e Galaxy; Veja resultado

Terra Brasil Notícias

Foto: Reprodução/YouTube.

Celulares ficaram congelados durante seis horas

Os celulares premium iPhone 14 Pro Max, Galaxy S23 Ultra e Xiaomi 13 Ultra tiveram suas estruturas colocadas à prova em um teste realizado pelo youtuber TechDroider. O experimento em questão expôs os aparelhos, totalmente submersos em água gaseificada, a seis horas de refrigeração extrema. Apesar das condições intensas, o resultado foi positivo nos três casos, pois todos os celulares resistiram ao congelamento. Além de sobreviverem, os dispositivos saíram ilesos, sem sequelas, com bom funcionamento de telas, câmeras e saídas de áudio.

Em geral, os smartphones Apple, Samsung e Xiaomi tiveram boa repercussão, o que era esperado, em partes, por conta da proteção contra água e poeira que eles carregam em suas fichas técnicas. O destaque, contudo, foi para o representante da fabricante sul-coreana, que, além de resistir ao teste, emitiu um alerta para possíveis riscos de recarga via USB após contato com a água.

Ainda que a certificação IP68 marque presença nas configurações dos telefones, ela pode não ser suficiente para algumas condições, como exposição à água salgada ou situações extremas — que podem ir além das seis horas de congelamento. Por isso, recomenda-se evitar o contato dos aparelhos com líquidos em geral, principalmente porque a garantia não costuma cobrir incidentes do tipo.

Também vale dizer que resistência à água não é o mesmo que à prova d’água e, enquanto um evita consequências negativas em caso de exposição a líquidos, o outro permite o contato com eles independentemente do tempo, com maior flexibilidade em relação a profundidade, pressão e frequência. Geralmente, os smartphones se enquadram apenas na primeira categoria — por isso, é preciso dispor da função IP68 com cautela.

O alerta emitido pelo Galaxy S23 Ultra é, inclusive, um dos pontos nos quais os usuários devem ter cuidado no que diz respeito à água. Isto porque, mesmo aparentemente secos, os telefones podem ter resquícios de gotículas na entrada USB, e o contato com a energia elétrica pode levar a uma ocorrência mais grave.

Os protagonistas do experimento são lançamentos recentes que têm sido expostos a uma série de testes. Além da proteção contra água e poeira, eles também oferecem reforço contra arranhões. No caso do iPhone 14 Pro Max, a Apple usa a tecnologia Ceramic Shield. Já nos concorrentes da Xiaomi e da gigante sul-coreana, quem marca presença é o Gorilla Glass Victus.

Por ora, apenas dois dos três carros-chefe podem ser encontrados no Brasil. O iPhone 14 Pro Max e o Galaxy S23 Ultra são vendidos por cerca de R$ 7.998 e R$ 6.839, respectivamente. Já o Xiaomi 13 Ultra não está disponível no comércio interno e não tem previsão de chegada.

Créditos: Tech Tudo.

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Telegram
Twitter
Email
Print