19 de julho de 2024 08:00

No Pará, Lula chama Bolsonaro de “gângster” e “vagabundo”

Foto: Reprodução/A10+.

Terra Brasil Notícias

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) adotou tom eleitoral em discurso, no qual chamou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) de “gângster” e “vagabundo”. As declarações foram dadas no Pará, neste sábado (17), na cerimônia de anúncio da realização da Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP-30), em Belém, em 2025.

– Quando resolvi me candidatar a presidente da República outra vez, eu sabia o que eu ia enfrentar. Não sei se vocês têm dimensão, mas entre desoneração, isenção e distribuição de dinheiro, foram gastos nesse país R$ 300 bilhões para que o gângster que tivesse lá continuasse governando este país. Eles jamais imaginavam que poderiam entregar de novo o governo para a democracia – disse o petista.

O petista ainda acrescentou que Bolsonaro fez um “governo irresponsável, que ficou 4 anos mentindo nesse país, pregando o ódio e vendendo patrimônio público para grandes grupos econômicos”.

Mesmo ao final do discurso, ao anunciar ações que pretende promover nos próximos meses, Lula não deixou de fazer menção ao seu antecessor.

– Eu vou trabalhar 24 horas por dia. Vou viajar mais porque esse país não merece um vagabundo que não vai ao Palácio do Planalto para governá-lo. Esse país merece alguém que trabalha e que não minta – finalizou.

Créditos: Pleno News.

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Telegram
Twitter
Email
Print