19 de julho de 2024 08:02

Polícia Militar apreende ARMA DE FOGO após ameaça em cobrança de dívida em Água Clara

Água Clara (MS) – Na terça-feira (20), por volta das 22h30, a equipe policial de Rádio Patrulha do 3º Pelotão de Polícia Militar foi acionada por duas vítimas, dois masculinos, que são mascates e que na data do fato estavam tentando receber uma dívida de vendas de objetos em que o autor, um masculino, se identificou como responsável pela dívida. Que em contato por telefone via aplicativo WhatsApp, o autor ameaçou as duas vítimas e pediu para que eles fossem até o endereço de seu filho para que recebessem o dinheiro. Que em ato contínuo, as vítimas chegaram até o local e em diálogo com o autor, num determinado momento, em ato de fúria, o autor sacou do revólver e apontou para uma das vítimas e disse: “ou você sai daqui ou eu vou te dar um tiro”.

As vítimas foram para o carro em que vieram e quando estavam já dentro do veículo, o autor sacou novamente o revólver e efetuou um disparo, acertando o para-choque traseiro, do lado direito. Que em ato contínuo o autor tentando se eximir da responsabilidade, fugiu do local (casa do seu filho) portando a arma de fogo, e se escondeu dentro de sua residência. Com a chegada da equipe policial de Rádio Patrulha no local, visando a segurança dos policiais, foi acionada uma guarnição da polícia civil de plantão, que se fez presente no local e em uma ação conjunta adentraram na residência do autor que franqueou a entrada, alegando que não possuía arma de fogo, e que poderia ficar à vontade para procurar, pois não iria achar nada de irregular.

Que após uma varredura pela casa, foi localizado atrás de alguns materiais de construção, uma meia de cor preta e dentro dela um revolver de marca Taurus calibre .38, com número de série xxxx, com quatro munições intactas, faltando uma no tambor. Que em diálogo com o autor o mesmo confessou os delitos em tese, e quando indagado sobre o cartucho de munição que estava faltando, ele alega que jogou no mato ali próximo da sua residência, não sendo possível ser localizada. Que diante dos fatos foi dado voz de prisão ao autor, que teve seus direitos constitucionais preservados, sendo conduzido no compartimento de presos algemado, visando resguardar a integridade física da guarnição PM, estando o mesmo sem lesões corporais, conforme exame de corpo de delito, sendo entregue na delegacia local para os procedimentos de praxe. Insta salientar-se que o autor já possui diversos registros de ocorrência no Sistema Sigo, e que já é reincidente no crime de porte ilegal de arma de fogo.

P5/2º BPM – Comunicação Social

Receba Informações na Palma da Sua Mão

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Telegram
Twitter
Email
Print